Política

Segundo auxiliares de Paulo Câmara, ele não expressou apoio à Dilma

Foto: divulgação.

O Blog João Alberto do Diário de Pernambuco apurou junto a fontes do Palácio que a posição do Governador Paulo Câmara, a propósito da Carta pela Legalidade, ontem divulgada por 16 governadores, ateve-se à questão da configuração dos elementos jurídicos do impeachment, que ainda vão ser apurados na Comissão Especial.  Segundo auxiliares próximos ao governador, ele não expressou apoio à Dilma. Também não acha que impeachment é golpe, visto que se trata de instituto previsto na Constituição. O governador tem clareza também, segundo as mesmas fontes, de que a atual indefinição quanto à questão prejudica a governabilidade do país e penaliza a população. Por isso, espera uma solução rápida, respeitando todos os procedimentos legais.

Fonte: diariodepernambuco.com.br

Deixe um comentário

X