Região

Professores seguem insatisfeitos, mas desocupam prédio da prefeitura em Santa Cruz do Capibaribe

Os professores da rede municipal de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, desocuparam a recepção da prefeitura, na tarde desta terça-feira (13). Os docentes estavam acampados no local desde a manhã desta segunda-feira (12).

Os profissionais da educação reivindicam o recebimento de 60% de um repasse de R$ 18 milhões, referente a uma indenização do “Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério”, o antigo Fundef.

Pouco antes da desocupação, o prefeito Edson Vieira (PSDB), teve uma reunião com representantes da categoria e sustentou que a maior parte dos recursos repatriados do Fundef ficará depositada em uma conta, até a conclusão do entendimento por parte do Supremo Tribunal Federal.

O prefeito afirmou que vai retirar 25% do montante para investimentos na área da educação e manteve o entendimento que só repassará os 60% pretendidos pela categoria se esse for o entendimento final da justiça.

O posicionamento não agradou aos professores, mas eles desocuparam o prédio da prefeitura e segundo o Sindicato da categoria, devem ingressar com uma ação na justiça para assegurar o bloqueio dos recursos.

Deixe um comentário

X