Brasil Religião

Nove entre dez brasileiros atribuem sucesso econômico a Deus, diz pesquisa

Pesquisa Datafolha, divulgada neste domingo (25) pelo jornal Folha de S. Paulo, aponta que nove entre dez brasileiros acreditam que seu sucesso financeiro se deve a Deus. Outro dado levantado é que quanto menor é a renda e o nível de escolaridade do entrevistado, maior é a devoção.

Entre os religiosos, a porcentagem supera 90%. A declaração também foi feita entre os que aparecem “sem religião” (70%) e os que se declaram ateus (23%).

Entre os graduados, 7 entre 10 pessoas que têm renda mensal acima de 10 salários mínimos afirmaram que o sucesso econômico vem de Deus. No entanto, apenas 9% desse grupo relacionam a pobreza à falta de fé.

Em contraposição, um terço das pessoas que estudaram até o ensino fundamental e 28% dos que ganham mensalmente um salário de até R$ 1.760 concordam com a declaração: “As pessoas pobres, em geral, não têm fé em Deus, e por isso não conseguem sair dessa situação”.

Outro ponto abordado pela pesquisa foi a solução para a pobreza, vista pelos três maiores grupos cristãos do Brasil: católicos, evangélicos e neopentecostais.

Enquanto a solução para a pobreza mais citada pelos católicos foi a caridade, para os evangélicos, o melhor é levar pessoas pobres para a igreja, conforme dados do Instituto Pew, em uma pesquisa realizada com 2.000 brasileiros.

No entanto, a prática é diferente. Os evangélicos praticam mais caridade do que os católicos apresentando uma porcentagem de 63% contra 45%.

Deixe um comentário

X