Brasil

Movimento intenso nas estradas no final de ano demanda maior atenção dos motoristas

O período das festas de final do ano costuma ser de aumento do tráfego nas rodovias brasileiras, por esse motivo, demanda maior atenção dos condutores para evitar acidentes. Segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), 90% das ocorrências devem-se à falha humana, envolvendo desde desatenção até o desrespeito à legislação.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) considera fundamental planejar a viagem e recomenda verificar a existência de pontos de parada para descanso no caminho, por exemplo. O motorista também precisa ficar atento quanto à revisão do veículo, checar se a documentação do carro está em dia, assim como sempre utilizar o cinto de segurança – obrigatório para todos os ocupantes do automóvel, inclusive no banco de trás.

Outra preocupação deve ser a previsão do tempo nos locais por onde o motorista passará ao longo da viagem. Isso porque, com a chegada do verão, são mais frequentes as chuvas de forte intensidade em algumas regiões do país, o que acrescenta ainda mais riscos e exige atenção extra do condutor.

Com o objetivo de preparar os condutores para essas situações desde as aulas preparatórias, as autoescolas aplicam cinco das 25 aulas práticas em um simulador de direção veicular para os motoristas que almejam a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) à condução de veículos de passeio. O equipamento mostra, com segurança, como é trafegar em uma rodovia, e qual é o comportamento adequado para dirigir em dias chuvosos, por exemplo.

“O aprendizado no simulador educa o futuro motorista para que desenvolva as habilidades de direção fundamentais antes de assumir o volante pelas ruas”, destacou a especialista em segurança e educação no trânsito, Roberta Torres.

Violência nas estradas

De acordo com a PRF, entre os dias 21 de dezembro de 2015 e 3 de janeiro de 2016, durante as operações de Natal e Ano Novo realizadas pela corporação, foram 2.689 acidentes registrados nas rodovias federais, sendo que o saldo foi de 4.428 pessoas feridas e de 347 mortes. É como se a cada hora uma pessoa perdesse a vida nas rodovias federais ao longo do último fim de ano. Por isso, para que a viagem seja tranquila e segura, é preciso atentar-se aos cuidados necessários antes de pegar estrada.

a2f603d6-2624-4e84-a6a6-78c384006425

 

Deixe um comentário

X