Notícias

Desânimo do eleitor com a política reduz biometria em PE

Eleitores de 22 cidades pernambucanas têm 23 dias para efetuar a revisão biométrica e estar apto a votar no pleito eleitoral deste ano, em outubro. Apesar do curto prazo, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a procura em algumas cidades não está atingindo a meta prevista pela Corte.

Para o presidente estadual da Comissão de Biometria, Eduardo Lucas, o desgaste da política nacional é a principal causa da redução. “O problema maior que vemos é o desânimo do eleitor com a política. O cenário nacional e estadual tem tantos desgastes e, por isso, eles não procuram regularizar os títulos eleitorais, mesmo sabendo que ficam impossibilitados de votar”, observou o presidente.

Segundo ele, o cenário mais aquém do esperado está em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Na cidade, até hoje, apenas 53% dos cidadãos fizeram o recadastramento. “Ainda faltam 170 mil eleitores. Sabemos que há perdas, geralmente de 15 a 20%, por isso, segundo a nossa meta está faltando agora 100 mil”, detalhou. Nas demais cidades, o índice de atendimento até agora está entre 60% e 70%.

Para reduzir a problemática em Olinda, o TRE inaugurou, nesta terça-feira (8), dois novos postos biométricos no Centro de Convenções: as salas Fernando de Noronha e Petrolina que acrescidos aos demais postos representam 36 guichês de atendimento. Ainda segundo Lucas, as duas novas unidades, além dos postos do Varadouro e do Bairro Novo estão atendendo em regime de plantão nos fins de semana e sem a necessidade de agendamento prévio.  Os locais funcionam das 8h às 16h.

Os eleitores que não realizarem a revisão com cadastramento biométrico, dentre várias restrições, ficam impedidos de votar nas eleições 2016, não podem tomar posse em cargo público, não podem matricular-se em instituições públicas de ensino, ficam com restrição no CPF que impacta na renovação de bolsa-família, impede a concessão de empréstimo bancário e pode ocasionar bloqueio de conta corrente. Ao todo 77 cidades pernambucanas usarão o método para o pleito deste ano.

Fonte: leiaja

Deixe um comentário

X