Mundo

Casados há 63 anos morrem de mãos dadas com poucas horas de diferença

63 anos dividindo a vida com a mesma companhia. Essa é a história de um casal de Nashville, Tennessee, nos Estados Unidos. Dolores Winstead, de 83 anos, e Trent Winstead de 88 anos viveram juntos momentos como a Guerra da Coreia, o nascimento de dois filhos, três netos e oito bisnetos. O momento em que separaria eles durou apenas 7 horas, o intervalo entre o falecimento de ambos.

Eles estavam próximos de completar 64 anos de casados. Nos anos 50, Trent serviu ao exército americano pouco tempo depois de começar a se encontrar com Dolores. Durante o período, ele mandava cartas para ela, até que a pediu em casamento quando se reencontraram. O pedido foi feito enquanto ela escovava os dentes, pois assim não teria como dizer não, conta a reportagem do Washington Post, que acompanhou de perto a história.

Casal gostava de dançar

Casal gostava de dançar

Após ambos se aposentarem, eles viveram uma vida tranquila. Sempre juntos, esperando o jornal das 22h, eles gostavam de fazer companhia um ao outro. Também costumavam dançar em festas de casamento.

A filha do casal conta que Trent era do tipo que não costumava ir ao médico. “Vou ficar bem”, sempre garantia. Depois de ter um enjoo que o impedia de comer normalmente por vários dias, a filha Sheryl Winstead conseguiu o convencer a ir ao hospital.

Ele foi internado no dia 6 de dezembro, com complicação nos rins. As filhas tentavam filtrar as informações que chegavam até Dolores, mas depois de um tempo ela percebeu que a condição do marido estava piorando.

Nos primeiros dias, Dolores fez companhia a Trent. Ela era uma mulher forte e saudável para a idade. Mas depois de poucos dias ela começou a sentir dores de cabeça. No dia 7 de dezembro, ela encostou a cabeça e dormiu, mas quando uma das filhas tentou acordá-la, Dolores não respondeu.

Os médicos constatavam que a esposa de Trent ainda respirava, e a levaram para um quarto separado para receber tratamento. Quando recebeu a notícia, o marido não conseguia entender.

Os médicos chegaram a colocar Trent numa cadeira de rodas e lavá-lo até o quarto de Dolores. Ele ficou ao lado, tocando nela e dizendo “acorede Aileen”, nome do meio de Dolores, e como o marido costumava chamá-la. Depois ele ficava apenas perguntando aos médicos e às filhas se ela ainda respirava.

Os dois morreram de mãos dadasOs dois morreram de mãos dadas

Notando que o estado de Dolores cada vez mais se complicava e toda a angústia de Trent, o hospital resolveu fazer uma operação inédita. Juntou os dois no mesmo quarto, em camas lado a lado. Nesse período, Trent segurava a mão de sua companheira. Às 21h10 do dia 9 de dezembro, ela parou de respirar.

Foi quando Eddie Wintead, o outro filho do casal, comunicou ao pai o que havia acontecido. Trent falou para a filha como ela queria ser enterrada. “Coloque um casaco rosa e um vestido rosa. Era o que ela queria”, ele disse.

Às 4h do dia seguinte, ele desistiu e o seu coração parou de bater. De mãos dadas, os dois ficaram juntos, assim como os outros dias dos último 63 anos.

 

Deixe um comentário

X