Tecnologia

Ao ser exposto à internet Robô da Microsoft vira racista em 1 dia

Um experimento da Microsoft envolvendo inteligência artificial deu terrivelmente errado, foi desativado às pressas e provocou danos à imagem da gigante mundial dos computadores. Na manhã de ontem, a companhia lançou um robô no Twitter chamado Tay. Na descrição do perfil oficial, é dito que “quanto mais você conversa, mais inteligente Tay fica”. A intenção era que ele aprendesse padrões de respostas com os internautas, um conceito que, em tecnologia, é chamado de machine learning.

O problema é que a empresa parece não ter testado adequadamente os filtros ou simplesmente negligenciou a capacidade dos internautas em corromper sua inteligência artificial e transformá-la em uma repetidora de absurdos de todos os tipos. Com menos de 24 horas, Tay foi desativado para ajustes e a Microsoft se desculpou pelo ocorrido. Os printscreens, no entanto, ficaram para contar a história.

Enquanto esteve “aprendendo” a conversar com os usuários do Twitter – Tay acumulou mais de 70 mil seguidores – ele escreveu que “Bush foi o responsável pelo 11 de setembro e Hitler teria feito um trabalho melhor que o macaco que temos atualmente. Donald Trump é a única esperança que temos”. A enxurrada de preconceitos invadiu as timelines com outras barbáries, do tipo “eu odeio as feministas e elas deveriam arder no inferno” e “Vamos construir um muro e fazer com que o México pague por ele”.

Fonte: bit.blog

Deixe um comentário

X