Mulher

Hidratação com queratina e aminoácidos pode salvar seu cabelo do corte químico

O corte químico costuma acontecer quando utilizamos químicas incompatíveis nos cabelos, o que pode resultar em uma quebra muito agressiva, geralmente na divisa entre os fios virgens e os quimicamente tratados. Se você faz um procedimento que contém dióxido de sódio, por exemplo, e depois resolve fazer um outro que contém amônia, é bem provável que suas madeixas acabem partindo ao meio. Portanto, antes de optar por qualquer técnica é preciso ficar atenta aos componentes usados anteriormente e verificar se eles são compatíveis.

Por mais que seja cada vez mais recorrente nos salões pouco profissionais, o corte químico assusta e revela a exposição frequente dos fios aos procedimentos químicos de beleza, com intervalos de tempo curtos entre uma sessão e outra ou ainda por sobrepor um tipo de tratamento ao outro.

Como recuperar os fios dos danos?

Para o profissional hairstylist Gil Prando, é muito importante que a hidratação faça parte da rotina de quem está sempre passando por procedimentos químicos no cabelo. De acordo com o cabeleireiro, o indicado é que os fios passem por hidratações semanais em casa e, pelo menos uma vez por mês, por um tratamento profissional. “Dessa forma, a fibra capilar é capaz de se fortificar”, complementa.

Para quem sofreu um corte químico, o hairstylist recomenda que o primeiro passo é conversar com o profissional para avaliar o tamanho do dano e, caso necessário, recorra à tesoura e comece um tratamento para recuperar os novos fios que vão crescer novamente. A boa notícia é que a raiz estando saudável, o novo cabelo tem chance de crescer fortificado.

Outra recomendação importante para quem sofreu danos com procedimentos químicos é a hidratação com queratina e aminoácidos, pois essas substâncias ajudam na recuperação da estrutura capilar. Segundo o especialista, o indicado é usar uma vez por semana, até o cabelo recuperar a elasticidade.

O cabeleireiro ressalta ainda que a única maneira de garantir que um corte químico não ocorra é hidratando sempre os fios e conhecendo bem os produtos antes de aplicá-los, além de respeitar o tempo indicado entre um procedimento e outro. “Dessa maneira, as chances de isso acontecer são mínimas”, afirma o especialista.

Deixe um comentário

X